[FP] Heltz, Wonklövsk Max

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Heltz, Wonklövsk Max

Mensagem por Max Wonklövsk Heltz em Sab Maio 31, 2014 1:41 am

Max
Wonklövsk Heltz
Nascimento:
03/09/2001
Idade:
19 anos.
Residência:
Republic
Sangue:
Puro
Grupo:
Morholt


DESCRIÇÃO FÍSICA
Max é, primeiramente, o sonho mais turbulento de todas as garotas. Seus cabelos rebeldes e negros em conjunto com o abdômem e músculos bem definidos, decorados pela pele cor de oliva dão o tom bad boy pelo qual o garoto é conhecido. Seus olhos são do tamanho perfeito para que encaixem de forma relativa com o nariz comprido e o queixo bem acentuado. Amendoados, seus olhos são de coloração escura, quase tão negros quanto a própria escuridão. Diz-se que quem muito procura por sua pupila, acaba se perdendo na escuridão de tais. Se estão certos em dizer que os olhos são a janela da alma, pouquíssimos, senão nenhuma pessoa, consegue compreender e enxergar a alma do garoto. Seus lábios são finos e quase sempre possuem um tom pálido como se o rapaz tivesse acabado de voltar de uma nevasca. As bochechas altas raramente tomam a cor avermelhada, dando-lhe um ar misterioso. Por isso, indecifrável, sua aparência o faz parecer um jovem desleixado em conjunto com suas roupas negras. 

Alto e esguio, é fácil encontrá-lo em meio de multidões, por mais que sempre esteja vestido de forma discreta e disfarçada. O rapaz que, como se em um acidente, chama a atenção de tudo e todos não deixa de ser reparado pelo sorriso cativante com dentes belos e brancos, direitos. Seu corpo é definido por praticar boxe e basquete, dois esportes trouxas no qual gosta muito. Perto da cintura o rapaz possui uma cicatriz, conquistada em consequência a um duelo, certa vez, quando era mais novo. Em duas costas se encontra asas de anjos negras e uma cicatriz onde elas nasceriam, também fruto de uma pequena aventura que teve em seu quarto ano escolar, em Durmstrang.


DESCRIÇÃO PSICOLÓGICA
Syndod. Oito ou oitenta; Max é com todas as certezas os extremos. O jovem com um passado conturbado pode assemelhar-se à uma porta trancafiada, com apenas uma chave, guardada em seu próprio poder. Indiferente a tudo e todos o rapaz misterioso e sádico pode — e deve — ser considerado um maníaco individualista, porém, quando se apodera de algo sua afeição por tal transforma-se em algo de lisonjeio inigualável. Silencioso e sorrateiro é um jovem enigmático, cruel e objetivo. Fatal. É impossível decifrar seus pensamentos e razões para agir de tal modo. Não é uma pessoa na qual se pode prever os próximos movimentos; sempre faz algo novo, o inesperado. É um típico sedutor, sabe usar as palavras certas na hora certa, possuíndo a aptidão de um ator em fazer o que quer.

Tem seu próprio jeito de diversão quanto a conquista, preferindo se manter reservado, mas ao mesmo tempo simpático com quem gosta. Tem uma personalidade forte, cheia de mentiras escondidas e passados trancados a sete chaves. É duro consigo mesmo e prefere viver sozinho do que acompanhado. Adquiriu uma ideologia de vida para si mesmo referente ao narcisismo, mas na qual não cumpre tão bem. Quando alguém o faz se preocupar, o garoto trata a pessoa como se fosse a própria vida. É difícil agradá-lo, mas Max tem um gosto pessoal muito exótico. Possui resposta para todos os tipos de provocações, principalmente vindo de pessoas que não gostam dele. Não acredita em "lei do tudo que vai, volta" pois, já fez várias coisas e estas nunca voltaram para ele. Tem uma opinião muito cética e não gosta de ser desafiado por nada, nem ninguém. Consideram-o um vencedor nato. Max nunca perde nada em que aposta. O garoto também tem um péssimo hábito de tragar cigarros para aliviar o estresse vindo da família, o que é um charme pessoal dele.



HISTÓRIA
Nascido em meio às trevas de um calabouço escondido na Suíça, Max não era uma criança que se podia chamar de “normal”. Quando o garoto nasceu, ao em vez de se ouvir gritos vindos por parte de mãe e filho, nada era ouvido por parte do segundo. Max nasceu morto, e foi assim até uma maldição de livros de magia antiga fazê-lo viver: Mas que tirou a vida de quem a conjurou, seu pai. Eles foram avisados, entretanto, do perigo daquela criança nascer antes mesmo que ele estivesse se formando na barriga da mãe: Max seria um grande homem, um homem que tomaria o caminho das trevas e faria uma grande diferença no mundo, talvez boa, ou talvez catastrófica. Mesmo assim, quando aconteceu, sua mãe, Evelyn, preferiu correr o risco.

O dia três de setembro foi marco pelo primogênito de uma família com muitos membros igualmente poderosos. Não se sabe ao certo, mas desde que o menino nasceu sua aura fora totalmente absorvida pela escuridão do feitiço que o deu vida, o que tirou totalmente a vida do pai, e fez a mãe definhar aos poucos. E foi com esse feitiço que ele continuou a viver. Aos onze anos, em vez de ir para Hogwarts, foi para Durmstrang a pedido dos pais. O garoto tinha uma aptidão incrível por artes negras, e como previsto, entrou na Haus Feuer. Casa dos orgulhosos e soberanos, casa dos vencedores e onde quase todos daquela familia ingressavam. O garoto desde essa época já tinha os cabelos rebeldes e podia-se perceber pelos músculos que treinava algum tipo de esporte, o boxe. Ele era um garoto espetacular, homenageado por todos os professores por conseguir tudo antes dos demais. Além de claro, todas as garotas sonhavam em ter o sobrenome do jovem estampado em seus nomes um dia, ele era invejado pelos garotos e querido pelas garotas. Mesmo não querendo ser percebido, Max, era, de fato, um garoto que chamava atenção pelo seu jeito e aparência. Sombrio, reservado, frio; mas ao mesmo tempo bem humorado, carismático, e sedutor.

O seu quinto ano foi algo que lhe apontou um problema grave, mas que de certo modo orgulhou sua família. Max tinha, e ainda tem, princípios perigosos. Não gosta de ser desafiado, pois odeia perder tempo com coisas que sabe que vai prevelecer igual: ele sempre era o ganhador. Ver as pessoas desistirem por sua capacidade de ser superior o incomodava. Incentivava-o a fazer tudo totalmente despreocupado; faltava a treinos e aulas por saber que quando o fizesse, mesmo não treinando, sairia tudo como o esperado. Foram vários anos com esse pensamento até ser desafiado para um tipo de duelo pelo seu único amigo, também da Haus Feuer. Desde o primeiro ano em Durmstrang, este era o qual sempre contou seus segredos e o único que sabia seu verdadeiro nome. Todavia, os anos mudaram Max. O fizeram uma pessoa mais fria e que quase nunca sorria, não se importava com ninguém, por isso o desafio de seu amigo serviu mais para “acordá-lo”, pois, perdendo, Max voltaria a ser o que era. Depois de algumas rodadas, após Max dar uma abertura próximo as costas, quando lançou um golpe que derrubou seu adversário, o garoto, seu único amigo, ofendeu sua família e seus pais, além de criticá-lo e contar a maioria de seus medos, e, por último, o chamou pelo nome: “Maximus”.

A única coisa que todos que estavam em volta virão ali foi um lampejo verde atingindo um garoto que duelava no pátio do Instituto. O garoto em pé era da Haus Feuer. Após o ocorrido, o garoto fora expulso do Internato no seu quinto ano, que mesmo sendo provido de artes negras, ainda respeitava as regras do Ministério. O ocorrido passou um mistério e não foi publicado, ficando escondido nas sombras do Instituto, subornado pela família de Max. Na metade do quinto ano, o garoto foi mandado para Hogwarts.

Sonserina. Não foi muito diferente de Durmstrang os princípios da casa e como ele agiu dentro dela. Ganhou a copa das casas para a sonserina no quinto ano, sendo o principal pontuador em aulas e no quadribol. Todos na escola sabiam seu apelido, embora nunca tenham descoberto seu nome. Seu nome ficou perdido na escuridão daquele dia, onde matou um de seus amigos em Durmstrang, e aprendeu a não confiar em mais ninguém. O quinto ano, apesar de tudo, foi tranquilo para o garoto. Mas depois do fato, ele começou a pegar hábito por cigarros e dar um tom rebelde a sua aparência. Ficou mais poderoso, sarcástico, ansiando cada vez mais por poder. E por ser um tanto misterioso, acabou gerando muita atenção, em todo lugar que passa é percebido pela multidão e notado pelas garotas. Mas, a paz talvez seja a coisa que ele menos queira.

Se formou com êxito em todas as matérias, e em seguida, sua família o pressionou para fazer a faculdade. Phoenix era a única faculdade bruxa exemplar e que lhe serviria. Após entrar, acabou aderindo para a fraternidade Morholt, escolhendo o curso de EGM, por ter maior aptidão à isso. Agora, se encontra no seu segundo período, sendo monitor-chefe da escola. Não foi algo que ele escolheu, entretanto, é de suma importância averiguar que os alunos com as melhoes notas são os monitores. E pode-se dizer que as coisas não mudaram muito desde o tempo de escola, o qual ele não quer voltar.


Informações Gerais

# Nome completo: Maximus Wonklöcsk Heltz
# Apelidos: Max, apenas Max.
# Título: Morholt - Monitor Chefe
# Nacionalidade: Suiça
# Idioma(s) Falados: Inglês, italiano, espanhol e latim.
# Idade: 19 anos.
# Orientação Sexual: Heterossexual
# Estado Civil: Solteiro
# Raça: Bruxo
# Família: Wonklövsk
# Grupo: Morholt, 2º Período
# Casa: Haus Feuer/Slytherin
# Fraternidade: Morholt
# Curso: EGM
# Emprego: Estudante
#Patrono: Lobo
#Bicho-Papão: Seus pais e familiares mortos.
#Espelho Ojesed: Que o mundo seja feito da maneira ideológica que sua família segue; ou seja, que ele seja reestruturado. Fora isso, não vê mais nada em relação ao que queira no futuro: "Carpe Diem" é um de seus lemas.
#Photoplayer: Jéremy Kapone


Atributos
Este campo deve ser preenchido apenas por aqueles interessados em jogar quadribol, ou seja, apenas alunos da faculdade. Caso seja adulto ou não se interesse por jogar, deixar o espaço em branco. Mas se quiser ser um campeão, distribua 20 pontos pelos atributos a seguir até resistência (em convicção pode-se colocar qualquer número até 100). Os pontos podem ser aumentados com premiações no RPG, mas pense bem antes de colocá-los!

Agilidade: 5
Inteligência: 3
Precisão: 3
Força: 3
Táticas em Equipe: 2
Equilíbrio: 2
Resistência: 2
Convicção 98 / 100




The mirror's image It tells me it's home time... But I'm not finished
'Cause you're not by my side

avatar
Max Wonklövsk Heltz
Monitor da Morholt
Monitor da Morholt

Número de Posts : 9
Sexo : Masculino
Idade do Personagem : 22

Ficha do Bruxo
Grupo: Morholt
Curso: Engenharia Mágica
Período: 1° Período

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Heltz, Wonklövsk Max

Mensagem por The Grey Lady em Sab Maio 31, 2014 2:37 pm





avatar
The Grey Lady
Narrador
Narrador

Número de Posts : 69
Sexo : Feminino

Ficha do Bruxo
Grupo: Narradores
Curso: Nenhum
Período: Nenhum

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum